05 novembro 2015

Sofia Pinto Coelho e o seu Avô Luís


Em determinada fase da vida deste blog, quando estávamos a tentar historiar a família Braamcamp Freire e a  envolvência que teve  na vida social do Pombalinho, foi por gesto amável  de Sofia Pinto Coelho que  nos foi possível fazer a publicação de excelentes fotografias sobre  alguns dos seus ascendentes que viveram na  quinta da família , na rua Barão de Almeirim. Com o conhecimento desses tão importantes registos, ficamos mais sabedores do Pombalinho e a sua  história ficou mais enriquecida! De Sofia, ficaremos sempre,  reconhecidos e  gratos por  tão generosa  partilha !

Jornalista da SIC e escritora, Sofia Pinto Coelho está ligada ao Pombalinho por razões familiares. Filha de Carlos Braamcamp Freire Pinto Coelho e de Maria Filomena Mónica e neta de Maria da Madre de Deus Amado Braamcamp Freire (Piinha) e de  Luis Egas da Câmara Pinto Coelho  . Desde muito nova que Sofia começou a frequentar a quinta do Pombalinho, onde com seus primos e outros familiares mais próximos passava as suas férias de verão. Foi ali que sua avó Piinha nasceu e viveu largos anos da sua vida! Era ali que os seus ascendentes tinham parte da sua história!

No passado dia 23 de Outubro, Sofia Pinto Coelho apresentou, em Lisboa, o seu mais recente livro intitulado " O meu Avô Luis". Amávelmente a escritora endereçou-nos um convite para estarmos presentes, mas por razões alheias à nossa vontade não pudemos corresponder ao seu pedido. De qualquer maneira não queremos  deixar de publicamente nos congratularmos com o lançamento do seu  mais recente trabalho literário.

" O meu Avô Luis" é um livro extraordinário sobre a vida de Luis Egas da Câmara Pinto Coelho que Sofia  Pinto Coelho veio a conhecer mais aprofundadamente,  depois de aceder a filmes e outros documentos que constavam do seu espólio. É  uma obra de leitura cativante  sobre um homem que por amor "renunciou a tudo: à pátria, a Salazar e à família". 

Por razões obvias e depois de lermos o "O meu avô Luis" entendemos que por motivações puramente históricas não poderiamos ficar alheios nem porventura deixarmos de realçar neste blog alguns excertos do livro onde o  Pombalinho e a quinta da família Braamcamp Freire são  referenciados. Contactada para o efeito sobre esta nossa vontade,  mais uma vez Sofia Pinto Coelho foi de uma generosidade assinalável por nos ter dado toda a liberdade em termos de publicação sobre o nosso propósito. Os nossos agradecimentos por isso! E por mais uma vez se ter solidarizado com esta nossa causa em prol da história do Pombalinho.
















































Maria da Madre de Deus Amado Braamcamp Freire, com os seus seis filhos; José Gabriel, Carlos, Maria Isabel, Luís, Rui Domingos e Duarte.








Maria da Madre de Deus, com os netos. Sofia Pinto Coelho e  Filipe Mónica Pinto Coelho, no Parque Eduardo VII em Lisboa.







Avó de Sofia Pinto Coelho, Maria da Madre de Deus, aos cinquenta anos na sua quinta do Pombalinho.





  Por terem tornado possível esta publicação, aqui deixamos os nossos agradecimentos a  Sofia Pinto Coelho e à  editora  Guerra & Paz  [ www.guerraepaz.net .]








4 comentários:

Luis Eme disse...

Gostei do que li, Manuel.

abraço

Manuel Gomes disse...


Obrigada, Caro Luís. Um Abraço.

Manuela Santos disse...

Fiquei agora tão feliz com o que li.
Obrigado primo Manuel Gomes por nos ter brindado com este texto e estas fotos.
Gostar da nossa terra natal e saber que algures por ai também existe quem goste... é muito, muito gratificante.

Um beijo.

Manuel Gomes disse...

Obrigado Manuela. Pela visita a este nosso espaço do Pombalinho, pelas palavras e também por saber do quanto o vosso/teu empenho tem contribuído para a dignificação da nossa terra.

Um Beijo