21 junho 2014

Casal Centeio


Como é do conhecimento geral,  o Casal Centeio tem sido um caso atípico no que diz respeito à definição  territorial entre o Pombalinho e  a Azinhaga. A situação  tem merecido alguma atenção por parte das entidades locais, municipais  e até  nacionais, tendo neste caso  sido objecto de uma tentativa de resolução em sede da Assembleia da República, no ano de 2003, por intermédio do deputado   Herculano  Gonçalves . Apesar de tudo, o que parece não merecer grande contestação é  o facto de se reconhecer que o Casal Centeio carece  de uma definitiva clarificação sobre a sua integração autárquica e em consequência um natural ajuste nas limitações  geográficas  das Freguesias envolvidas  de  Pombalinho e Azinhaga.

Com a passagem do Pombalinho do concelho de Santarém para a Golegã a situação apresenta-se,  hoje,  em melhores condições de ser resolvida entre ambas as partes.  Neste novo contexto concelhio, qualquer resolução a ser tomada já não implica transferências/perdas/ganhos de  território entre concelhos, como se previa como inevitável no Projecto de Lei Nº227/IX da  Herculano Gonçalves e Miguel Paiva. É  no entanto  importante que aos actuais responsáveis  se exija  ponderação e  consenso   na  procura  de uma   resolução que a ser aprovada,  respeite  os  interesses  e desejos das  populações!  Às pessoas  directamente afectadas pela situação,  não lhes deve ser retirado o direito de serem  ouvidas quanto ao  melhor caminho que elas acham dever ser cumprido!  O Pombalinho e a Azinhaga merecem-no !!!  


A fim de historiar, dar a conhecer e compreender a evolução que teve  o caso  Casal  Centeio, (que se iniciou em 29 de Maio de 1930 com a inauguração da Fonte na Rua 5 de Outubro)  publicamos um Relatório que foi apresentado em Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Santarém em 28 de Janeiro de 1998.
















Fonte -  Câmara Municipal de Santarém   







Sem comentários: