03 julho 2008

Pombalinho em 1900!!!



Igreja Pombalinho 1900 (700)

É uma fotografia de rara beleza e de enorme significado histórico, esta a que vos apresento hoje aqui no “Pombalinho”. Foi-me gentilmente enviada pelo Joaquim Mateiro que por sua vez a recebeu via mail de Fernando Furtado Barreiros, bisneto de Hilário José Barreiros e neto de Júlio Barreiros.

É um daqueles registos que  provocando uma contemplação que ultrapassa um simples reparo de circunstância, transportando-nos  para a curiosidade de saber o que se teria ali passado bem frente à nossa Igreja Matriz que justificasse tão grande ajuntamento de Pombalinhenses! O ano da fotografia é de 1900 segundo informação de Fernando F Barreiros e nesses tempos, fazendo fé nalguns escritos existentes, eram frequentes as cheias do Tejo alagarem interiormente a Igreja, o que nos leva a colocar como forte possibilidade nesta imagem, se ela não terá a ver com a reparação do chão circundante após o rescaldo de uma dessas inundações! Pelo amontoado de pedras, possivelmente, arrancadas pela força das águas, também pelo desnivelamento do chão e finalmente pela presença de um "cilindro" em pedra para alisamento do mesmo (eventualmente puxado por tracção animal), leva-nos a concluir que assim tivesse sido!

 Um outro aspecto é o ajuntamento de tanta gente no largo da Igreja! Relacionando pequenos pormenores visíveis na fotografia dos quais destacamos as roupas vestidas e a presença de alguns homens com chapéu de aba larga (próprio de alguém socialmente superior em relação aos demais), podemos sugerir que aquele encontro se tenha passado num daqueles domingos em que a "praça" marcava o destino de muitos trabalhadores seleccionados para a semana de trabalho que se avizinhava.

 Mas apesar desta fotografia suscitar outras interpretações, é na verdade muito bela! Até parece uma fotomontagem em que a Igreja Paroquial, em nada diferente quando comparada aos tempos de hoje, ali foi brilhantemente colocada na imagem desse longínquo dia 26 de Fevereiro do ano de 1900!


Colaboração Fotográfica_Fernando Furtado Barreiros




2 comentários:

João disse...

Olá Manuel!
Cada vez fico mais surpreendido com aquilo que nos vai chegando Aqui ao nosso cantinho, onde a curiosidade pelas nossas origens vai sendo saciada com estes documentos que nos tranportam a um século atrás e que nos fazem conultar os antigos registos ou mesmo imaginar o que teria acontecido naquela época.
Realmente esta fotografia terá uma razão(de certza muito forte)de existir, mas note-se que apesar de tudo o que focas no relato da foto a nossa igreja ainda não tinha relógio.
Como eu não posso deixar passar em branco estes novos e valiosissímos documentos tive de comentar com estas poucas palavras e comtemplar o quotidiano dos nossos antepassados.
Um grande Abraço e aqui fico sempre na expectativa destes grandes achados!

João Condeço

MGomes disse...

Olá João!
Muito obrigado pela tua visita e também participação!É engraçado mas eu ainda não tinha dado pela falta do relógio, talvez por tentar decifrar uma leitura possível do que se passou em tudo o resto! Como a Igreja é a única imagem que nos é familiar na fotografia, a minha atenção foi desviada inconscientemente para outros pormenores, mas não deixa de ser curioso sabermos em que ano o relógio ali foi instalado!

Aparece sempre, João,os teus comentários serão sempre bem muito vindos a este nosso espaço.

Um Abraço_Manuel Gomes