07 outubro 2012

Copofonia !



No Dicionário da Lingua Portuguesa, a palavra COPOFONIA está descrita como sendo o sinónimo de "ruído de pessoas que bebem enquanto conversam"   e  "actividade de quem bebe muito"!!!

Este  "brilhante" documento, de forte sentido satírico,  é  bem  representativo de uma época em que o vinho por razões maioritáriamente  sociais, estava  "integrado" na vida de muita gente!  De facto esse precioso líquido, que foi considerado o néctar dos Deuses, era presença constante na alimentação de muita gente noutros tempos,  mas também  servia para testar, em grupos expontâneamente criados,  uma certa capacidade de resistencia aos efeitos  do  seu poder alcoólico! 

 A criação desta  Associação Técnica da Copofonia do Norte a Sul de Portugal" foi talvez o de dar sentido a um de muitos desses grupos que se formaram no país, em prol do vinho e, claro está,  em associação a uma certa forma muito característica do seu consumo!
 O "culto" que se fazia à volta  desta tão apreciada bebida, tinha nas tabernas, que se espalhavam um pouco de norte a sul de Portugal, o seu local de eleição onde se juntavam normalmente os que  tinham terminado a sua jornada de trabalho! 

No Pombalinho também assim era! As novas tecnologias ainda estavam bem longe da invasão que acabaram por fazer mais tarde aos lares dos portugueses e as tabernas eram os pontos de encontro  dos trabalhadores para trocarem dois dedos de conversa! Alguns ainda com algumas sobras do conduto que tinham levado para o almoço,  lotavam as tabernas do Pombalinho!  E não eram assim tão poucas! Normalmente por cada rua havia uma e por vezes mais, como era  o caso  da rua  Barão de Almeirim!
Hoje, devido a razões provenientes do natural "avanço" social das populações, as tabernas estão práticamente extintas! O consumo do vinho enquadra-se hoje na sociedade por  outras motivações ! As vinhas de antigamente deram lugar a  áreas de outro tipo de cultivo, as adegas fecharam e a própria vida das aldeias acabou por se transformar e adaptar aos tempos modernos!  Hoje beber vinho já não é, como disse uma certa figura política do antigo regime, "dar sustento a nove milhões de portugueses", mas ainda continua a ser um dos melhores prazeres que se pode usufruir no acompanhamento de uma boa refeição!



Colaboração do Doc  de Júlio Gabriel e de Bruno Cruz
Texto de Manuel Gomes

Sem comentários: