04 agosto 2010

Costureirinhas!



Costureiras, bordando peças para os seus enxovais!!!


Estávamos em finais dos anos sessenta e esta tradição de criar algumas peças de lavores (ou outras) que fossem incluídas no enxoval das futuras noivas, ainda era coisa que se mantinha entre as moças do Pombalinho!

Recordando este grupo, reconhecemos da esquerda para a direita: Lurdes Gomes, Clementina Duarte, Evangelina Barros, Maria Júlia, Maria dos Anjos, Maria Eugénia. A menina da esquerda é a Manuela Justino sendo a outra não identificável.



Para outros enxovais, clique aqui 


Colaboração fotográfica - Miguel Costa
Pesquisa - Bruno Cruz





6 comentários:

Teresa Cruz disse...

A menina da esquerda parece-me a Manuela (filha do Manuel da Neta). Será???
Teresa

Vitor Reis disse...

É verdade Teresa, tens toda a razão.
Foi minha vizinha, lembro-me bem dela.

DLMotorsports disse...

A senhora do meio que está sentada é a minha mãe (Maria Julia)e ela está aqui comigo e também confirma essa informação.

Um abraço a todos

MGomes disse...

Obrigado à Teresa e ao Victor pela identificação da Manuela (será Justino de sobrenome como o irmão? Vou arriscar).

Ao filho da Maria Júlia as minhas saudações pela visita que fez ao "Pombalinho"

Guillherme Afonso disse...

Caro Amigo Manuel Gomes, sobre o Manuel da Neta, eu não sei é se o “da Neta” faz mesmo parte do nome. Mas que tem Justino como apelido, parece-me não haver lugar a dúvidas. Mas assim como o irmão, se bem me não engano, era só José Justino, creio bem que o Manuel também era só Manuel Justino, assim como o pai deles era só Artur Justino. A filha é que poderá pôr isso em pratos limpos. Eu trabalhei com o Manuel no Forno do Alviela, que há muito deixou de existir, e tenho uma fotografia, tirada em Agosto de 1948, em que estamos ambos a fazer tijolo furado à mão. À parte, envio-lhe a fotografia. Eu sou o mais velho.
Um abraço.
Guilherme Afonso

MGomes disse...

Agradeço-lhe, Caro Amigo Guilherme, esta sua intervenção sobre a família "da Neta" assim como do envio de mais uma sua singular e interessante fotografia.

Um Abraço