07 outubro 2009

Inspecção Militar





A inspecção militar, também popularmente conhecida por "ida às sortes", era  um dia memorável para todos aqueles que iam ser  submetidos a esse exame médico/psiquiátrico na respectiva Direcção Regional Militar.

Nessa data, tão especial para os jovens por terem atingido  a maioridade, haviam práticas tradicionais que eram exercidas com uma vontade de as preservar ao longo dos tempos. Lembro-me particularmente do transporte feito em carroça dos mancebos até Santarém, cidade onde estava sediada a DRM! Depois também do lançamento de foguetes, que era feito em ambiente de grande alegria com a chegada  ao Pombalinho de todo o grupo! Para terminar, havia há noite o tradicional bailarico em que os inspeccionados eram as grandes vedetas da festa! Exibiam orgulhosamente as fitinhas vermelhas, sinónimo de aprovados para todo o serviço militar!

 Mas tudo isso foi perdendo aceitação entre as novas gerações. Em tempos mais recentes, a inspecção foi perdendo um pouco  da forte carga emocional que adquiriu a partir do inicio da década sessenta do século passado ! A ida para a tropa e a forte possibilidade dos jovens serem enviados para antigas provincías ultramarinas, dramatizava, sem dúvida, toda a envolvência da  ida "às sortes" !
Bem, mas vamos então recordar esta belissíma fotografia da inspecção militar de jovens do Pombalinho, referente ao ano de 1954! Na primeira fila e da esquerda para a direita, "Catita", António Marcano, Manuel Martins Feijão (N-03-06-1934), António Piedade Costa (N-15-03-1934), Arsénio Teixeira Anastácio (N-08-02-1934) e Manuel Maria Fonseca (N-19-07-1934). Na fila segunda fila e pela mesma ordem, Manuel Maria Anacleto (N-10-10-1934), Francisco Conceição Cruz (N-20-01-1934), Reginaldo Martinho Fonseca (N-06-08-1935) e Júlio Bento.



Fotografia gentilmente cedida por Francisco Cruz
Colaboração de Bruno Cruz


Sem comentários: