29 fevereiro 2012

Família Costa Braz




Costa Braz, Francisco Braz Barrão e  Manuel António Costa Braz, em 04 de Setembro de 1994.


Esta fotografia foi-me  gentilmente enviada, há dias,   pelo nosso conterrâneo e ilustre pombalinhense,   coronel Costa Braz,  com a referência do próprio  de que a tinha encontrado  casualmente,  quando noutras mexia  por graça !

É um curioso registo de gerações, como o próprio refere, mas também com a particularidade de nela estar visivel a boa disposição à  volta de uma saudável  brincadeira  proporcionada pelas  nossas bem conhecidas  "barbas de milho". O pequeno texto que se segue é da autoria do coronel Costa Braz e ilustra com todo o rigor, esse momento obviamente inesquecível e porventura  saudosamente  recordado pela respectiva família! 

"No final desse mês o meu pai iria fazer, como fez, 85 anos (aos quais veio a juntar quase mais 16).Fomos os três no Renault 4 que já não era novo e ainda existe e funciona, dar uma volta pelo campo como ele gostava de fazer, para apreciar o estado das vinhas e das culturas.As de milho estavam exuberantes e trouxemos três bonitas espigas, com 19 fiadas (não conseguimos de 21).Brincou-se à volta das “barbas de milho”, como matéria-prima para a iniciação cigarral e simulação de ornamento piloso. Optou-se naturalmente por esta última hipótese e com a ajuda do sistema automático de uma máquina fotográfica e de um tripé olhámos para o passado através da objectiva.E, ironicamente, assim ficaram três gerações para a posteridade.  25 de Fevereiro de 2012 ."


Nota - Esta fotografia para além de justificar a sua publicação aqui no "Pombalinho",  entendemos por razões obvias,  que a sua galeria de eleição é naturalmente  no Blog  Manuel da Costa Braz!!!
Assim sendo, para  acederem a este espaço "biográfico"  daquele que foi o primeiro Provedor de Justiça de Portugal e poderem visitar parte importante da sua vida militar e politica,  basta clicarem em   http://www.costa-braz.blogspot.com/ , ou se preferirem de forma mais directa  AQUI  !




25 fevereiro 2012

Serviços Médicos no Pombalinho em 1865!



Que serviços médicos terão existido no Pombalinho no ano de 1865?!??!?

Fortuitamente encontramos num livro  de medicina, publicado na internet,  o relato de um  acontecimento médico/cirúrgico executado no Pombalinho a um paciente,  em que pela delicadeza da operação  nos pode suscitar a interrogação com que intitulamos este  post !!


 Apesar de não podermos estrutrurar com mais fundamentação, como seria nosso desejo, esta curiosa noticia sobre o Pombalinho, deixamos  no entanto  o testemunho documental do facto!!!










Pesquisa - Bruno Cruz






.

21 fevereiro 2012

Carnaval em 1990!





Muriel e Tiago Teixeira, em desfile Carnavalesco realizado no Jardim de Infância do Pombalinho no ano de 1990.




Colaboração fotográfica - Lena Teixeira






18 fevereiro 2012

Carnaval em 1972!





Pombalinhenses parodiando o Carnaval noanode 1972!

Reconhecem-se, da esquerda para a direita, António Carlos Ludovino, Lena Melão, Victória da Silva, Carolina e Júlio Gabriel.





Colaboração fotográfica - Júlio Gabriel





.

10 fevereiro 2012

Bailes!!!!



Victória da Silva


Os bailes de aldeia  ficaram  completamente fora de moda  e apenas "sobrevivem"  na  recordação de  quem neles participou e usufruiu de um ambiente irrepetível nos tempos que correm! Hoje o apelo a outras formas de   entretenimento  colectivas deixaram para as memórias estes tradicionais encontros dançantes !!! O País era muito díspar e a exiguidade de meios não proporcionava aos mais jovens outras alternativas que não fossem  a aderência a estas  simples formas de confraternização realizadas nas próprias aldeias ou noutras de maior proximidade!  Bastava a presença de um(a)  acordeonista,  com  o equipamento constituído ainda e só pela respectiva concertina e amplificador, uma mesa a servir de palco, e lá estavam  reunidas as condições para  dar inicio a  um baile  ou matiné  de  fins de semana! Haviam muitos, porque  naqueles tempos vivia-se socialmente de uma forma muito preconceituosa  e  à   mulher solteira  estava vedado qualquer relacionamento namoradeiro que não fosse à  vista de todos e o baile servia precisamente esse naturalissimo propósito de aproximação entre os mais jovens !!!!  

No Pombalinho ficaram na memória de todos nós, as matinés dançantes na esplanada do   Chico Minderico , na Escola Velha  e  na  Casa do Povo!   Outros bailes, em tempos mais recuados, se fizeram  em locais um pouco menos apropriados, como nos celeiros e espaços similares,  mas mesmo assim rodeados de toda a vivacidade e  alegria como se exigiam!