29 junho 2010

Braz Ornellas Infante da Câmara





Braz Ornellas Infante da Câmara, filho de Manuel Ornellas Infante da Câmara e de Maria dos Anjos Gonçalves, nasceu em 06 de Março de 1881 na Quinta da Mata do Almoxarife em São Vicente do Paúl.








Braz Ornellas com sua esposa Hermínia Infante da Câmara e as suas netas, Isabel Maria Antunes Infante da Câmara   e Maria Helena Infante da Câmara Lázaro Costa.






Foi um destacado proprietário agrícola na região onde nasceu, tendo trabalhado mais de quarenta anos para a Federação Nacional dos Produtores de Trigo.









Estabeleceu no Pombalinho durante cerca de vinte anos, por volta da década vinte e/ou trinta do século vinte, uma representação da empresa "Vacuum Oil" , localizada na rua Hilário José Barreiros. Esta empresa tinha como finalidade a comercialização de óleos, máquinas agrícolas e carvão.
Colaborou com o então designado Museu Etnológico do Dr. Leite de Vasconcelos (hoje, Museu Nacional de Arqueologia), na autorização de exploração da necrópole da Quinta da Mata do Almoxarife, em São Vicente do Paúl.

Braz Ornellas foi o regedor do Pombalinho durante muitos anos. No tempo do racionamento provocado pela Segunda Grande Guerra, era ele que distribuía na sua casa de habitação, na rua Hilário José Barreiros, as senhas* de racionamento à população de Pombalinho.

*Da II Guerra Mundial havia senhas de racionamento para os bens de primeira necessidade (açucar, arroz, massa etc). Cada família, em função das pessoas que constituiam o agregado familiar, recebia, mensalmente, senhas com que podia fazer compras nas lojas tradicionais. Algumas famílias negociavam essas senhas. (Texto daqui )
Braz Ornellas e sua irmã, Alice Ornelas Infante da Câmara, eram sobrinhos (a Alice também afilhada) de Carolina Infante da Câmara e residiram ambos no edifício onde hoje está sediada a Junta de Freguesia do Pombalinho.


Braz Ornellas faleceu na sua casa em São Pedro - Santarém, no dia 13 de Julho de 1966, tendo sido sepultado no Cemitério dos Capuchos da mesma cidade.







Alice Ornelas Infante da Câmara




Alice Ornellas Infante da Câmara esteve casada com   Júlio José Barreiros  , de quem teve cinco filhos: Júlio da Câmara Barreiros, Maria Emília Câmara Barreiros, Hilário José Câmara Barreiros, Hilária Catarina Câmara Barreiros e Alice Carolina Câmara Barreiros.


Nota - Todas as fotos e respectiva informação foram gentilmente cedidas por Maria Helena Infante da Câmara Lázaro Costa, neta de Braz Ornellas.



Colaboração e pesquisa - Bruno Cruz
Colaboração - Guilherme Afonso



7 comentários:

Guilherme Afonso disse...

Caro Manuel Gomes
Sobre o Braz Ornellas falta um dado que me parece importante. É a informação de que ele foi o regedor do Pombalinho durante muitos anos. No tempo do racionamento provocado pela Segunda Grande Guerra era a casa dele, na Rua Hilário José Barreiros, mais tarde adquirida pelo José Tinoca, que íamos buscar as senhas do racionamento.
Um abraço.
Guilherme Afonso

MGomes disse...

Caro Amigo Guilherme!
Agradeço-lhe a oportunidade desta sua informação sobre Braz Ornellas!

Já foi devidamente inserida na postagem!

Um Abraço!

Anónimo disse...

Por acaso esse Senhor Brás Ornellas era tio do meu pai, porque era casado com a tia Hermínia, ainda o conheci mas era muito pequena quando ele morreu, quanto às meninas da foto, uma deve ser a Leninha e a outra a Isabelinha que já faleceu. Obrigado mais uma vez pelas recordações que aqui se vivem. Um Beijo. Luísa Sacola

MGomes disse...

Olá Luísa, bom dia!
Como deve de calcular, são sempre muito bem vindas as visitas que faz a este espaço.

Se me permite e sobre a família Ornellas, quero-lhe pedir um favor que é o seguinte: uma vez que a sua família está ligada aos Ornellas, não é possível fornecer-nos mais outro tipo de informações que melhorasse a publicação feita, ou mesmo até, os nomes completos da senhora Hermínia e de sua neta Isabelinha?

E já agora, Luísa, sem querer de forma alguma maçá-la nesta questão, aproveito a oportunidade para questioná-la sobre se não haverá aí nas suas gavetas de memórias, algo que pudesse contribuir (fotos, documentos,ou testemunhos de outra natureza) para o enriquecimento histórico do "Pombalinho"? É que como deverá compreender, para nós é muito importante a procura, o mais possível, de documentos que tenham a ver como a vida dos que nos antecederam no Pombalinho.Pensamos que assim, contribuiremos para que o entendimento do que é hoje a nossa terra, seja sempre pelo caminho do reconhecimento e nunca do esquecimento!

Um Beijo
Manuel Gomes

Anónimo disse...

M. Gomes vou tentar saber os nomes correctos que me pede, e se tiver mais alguns documentos interessantes acerca do Pombalinho irei enviá-los com todo o gosto para o enriquecimento deste blogger.Bj. Luísa

Anónimo disse...

Não sabia da existência deste blog e claro está sobre a existencia do post relativo a este tema e a esta família. Encontro-me a lê-lo com um ano de atraso e achei realmente engraçado e interessante. Tendo lido também os comentarios existentes achei que deveria referir que actualmente ainda são vivos dois dos filhos de Braz Ornellas, a Sr. D. Helena e o Sr. Ornelas com perto de 90 anos cada um, os quais acredito que deverão ter certamente vivas muitas memórias do Pombalinho. Eu, de facto, em tempos ouvi muitas da parte do Sr. Ornelas. Penso que qualquer pessoa com orgulho da sua terra certamente terá muito gosto em partilhar recordações e conhecimentos. Acredito que poderam ter também fotografias e outros testemunhos.

MGomes disse...

Caro "Anónimo"!

Obrigado pela sua visita que fez a este espaço bem como pelas palavras que aqui deixou!De facto, muito satisfeito ficaria se tivesse possibilidade de conseguir mais informação sobre a família Ornelas! Seria decerto historicamente muito importante para o Pombalinho bem como uma vailosa contribuição para este blog! Se porventura souber como, ou então colocar uma possível colaboração sua nesta intenção, muito agradecido lhe ficaria!

Um Agraço
Manuel Gomes